reunioespublicas inicialsite  ciclosite 2017 01 1  terceirodomingo2017 chamadasite 02  abrace essa causa 01  Doe online

Módulo IV - Sobre a Mediunidade

Sem título

 

  • Segundas, terças, quartas e sextas (20h00 às 21h30)
  • Sábados (14:30 às 16:00)
  • Auditório Joanna de Ângelis

PROGRAMAÇÃO JUNHO

Tema Segunda-feira Sexta-feira Sábado
Conceituação e tipos de mediunidade 19/06 Elerson Márcio 23/06 Agnes Henriques 10/06 Tânia Mara dos Santos
Mecanismos da mediunidade 26/06 Letícia Schettino 30/06 Gercino Dutra 17/06 Gustavo Melo
A reunião de mediúnica         24/06 Soraya Raidan

Gratuito e Sem Inscrição

Módulo XII - Evangelho com Emmanuel

modulo XII

  • Quinta-feira (20h00 às 21h30)
  • Sala: 302                                  

 

PROGRAMAÇÃO JUNHO

Ref.  N. T Livro Capítulo Título do Capítulo Data Monitor
Mateus, 7:3 Fonte Viva 113 Busquemos o Melhor 01/jun Leticia Schettino
Palavras de Vida Eterna 35 Observemos Amando
Ceifa de Luz 52 Em Família Espiritual
Reformador, Jan 1956 6 O Olhar de Jesus
Mateus, 7:6 Vinha de Luz 93 Cães e Coisas Santas 08/jun Flávio Braga
Assim Vencerás 15 Não Cesses de Ajudar
Mateus, 7:7 Livro da Esperança 81 Campeonatos 15/jun Renato Lopes
Escrínio de Luz 25 Pedi e Obtereis
Rumo Certo 28 Imperfeitos, mas úteis
Mateus, 7:8 Livro da Esperança 82 Auxílio do Alto 22/jun Herbert Faria
Indulgência 9 Fatalidade
Mateus, 7:9 Palavras de Vida Eterna 166 No Ato de Orar 29/jun Kátia Tamiette

Módulo II - Evangelho

MATRIZES evangelho 2017 29x5 ciclos 01

  • Segundas, terças, quartas e sextas (20h00 às 21h30)
  • Sábados (14:30 às 16:00)
  • Auditório Joanna de Ângelis

Programação Junho

Tema Quarta
As três Revelações (ESSE caps 1 e 6) 21/06 Luíz Valadares
A Lei de Amor (ESSE 11, 12 e 17) 28/06 Luíz Valadares

Gratuito e sem inscrição

Módulo VII - Estudo do Sermão do Monte

Sermao montanha

  • Terças e Quartas-feiras (20h00 às 21h30)
  • Auditório Joanna de Ângelis

 

Programação Junho

Tema Terça-feira
Não saiba tua mão esquerda... 06/06 Paulo Pimenta
A Oração 13/06 Jose Gustavo Assunção
A prece dominical 20/06 Roberto Cardoso
O jejum 27/06 Antônio Santos

Gratuito e sem inscrição.

Programação anual

Clique aqui e veja a programação completa de 2017!

Princípios Fundamentais da Doutrina Espírita

Módulo I  - Quatro turmas disponíveis:

Sábados e domingos (14h30 às 16h30)
Segundas e sextas (20h00 às 21h30)

PROGRAMAÇÃO

TEMA SEGUNDA-FEIRA SEXTA-FEIRA SÁBADO DOMINGO
Deus e Jesus 04/fev Gilmar Trivelato 01/fev Wanderley Santos 02/fev José Geraldo 03/fev Maria Luiza
Espírito e Perispírito 18/fev Ladimir Freitas 08/fev Lindberg Garcia 16/fev Osvaldo Hely 24/fev Ângela Maria
Imortalidade e Plano Espiritual 25/fev Rômulo Novais 15/fev Andrei Moreira 23/fev Gercino Dutra 03/mar Roberto Felizardo
Lei de Causa e Efeito e Reencarnação 04/mar Soraya Raydan 22/fev Marcos Arthur 02/mar Rodrigo Ferretti 10/mar Rose Leite
Evolução 11/mar Marcelo Araújo 01/mar Hilton Alves 09/mar Waldir Silva 24/mar José Lourenço
Influência dos Espíritos em nossas vidas 18/mar Valdir Pedrosa 08/mar André Brasil 16/mar Márcio Edriano 07/abr Marcondes Azevedo

ESDE

ESDE1ESDE significa Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita, cujo objetivo principal é estudar o Espiritismo, tendo como pressuposto as obras da Codificação, de autoria de Allan Kardec e obras subsidiárias. Para tal finalidade, utiliza-se os três volumes que formam o material de apoio e instrução da Federação Espírita Brasileira, elaborado por seus pedagogos, nos quais cada unidade consiste, dentre outras coisas, em um resumo, sugestão de técnicas, sinopse e uma ampla bibliografia, que possibilita que os aprendizes possam se aprofundar no tema.

Qualquer casa espírita pode implementá-lo. Para tal, é imprescindível a boa vontade e o interesse das pessoas que freqüentem a instituição. Além disso, é importante que haja um espaço físico adequado para o desenvolvimento das atividades, tal como uma sala de aula, com cadeiras móveis e recursos didáticos como quadro, retroprojetor, multimídia, pincéis etc. Isso porque muitas das atividades desenvolvidas durante o estudo são realizadas em grupo, por isso o espaço deve favorecer a integração e a mobilidade dos integrantes naquele ambiente. No que diz respeito aos recursos humanos, deve-se ter um coordenador e um monitor, que exerce um papel semelhante a um professor. É importante que seja alguém com vínculos com a casa espírita.

A União Espírita Mineira oferece orientações através de reuniões de sensibilização, quando são mostrados aos participantes o histórico do ESDE, seus objetivos, suas características e conseqüências em termos de aprendizado da doutrina espírita e sua divulgação. Nesses encontros, motiva-se as pessoas para a participaçao e apresenta-se o material didático.

ESDE2Os princípios do ESDE giram em torno da continuidade do estudo, em uma metodologia que move-se do simples para o complexo, do objetivo para o subjetivo, em partes que se desdobram. É conveniente que se adote uma técnica para cada situação, tornando o trabalho mais dinâmico e prazeroso. Ao final de cada aula, é interessante que se faça uma avaliação para tentar perceber o quanto daquele tema foi apreendido pela turma; se não foi, retoma-se no encontro seguinte.

No dia 17/08/09, teve início a primeira turma de Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita da FEIG, que se reúne todas as segundas-feiras. A expectativa é de que o estudo completo seja realizado em dezoito meses. A seriedade do estudo e a persistência necessárias durante todo o período devem ser alvo da disciplina dos envolvidos, para que deste grupo piloto surjam monitores para os futuros novos grupos de ESDE que a Casa pretende implementar.

Curso de Expositores

Curso expositoresAlguém já disse que a abordagem é o segredo de uma boa palestra. É verdade, pois uma abordagem bem feita deixa uma boa impressão e desperta o interesse das pessoas para se aprofundarem no tema. Para isso é importante conhecer o público que normalmente freqüenta a casa e preparar a palestra de acordo com os ouvintes. 

De nada adianta falar de modo rebuscado, usando palavras retiradas do fundo do dicionário, se a essência não for entendida pelos ouvintes. Sobre isso Paulo de Tarso nos instrui em Coríntios I-14.19: "...prefiro falar na igreja cinco palavras com o meu entendimento, para instruir outros, a falar dez mil em outras línguas". 

Assim, os expositores devem lembrar a importância da abordagem de temas atuais, sempre desenvolvidos à luz da Doutrina Espírita. Pensando nisso é que o DDO também oferece curso de expositor espírita, que normalmente é aberto ao público. O departamento seleciona, entre os alunos, aqueles que considera estarem aptos a atuar na FEIG.

Os interessados recebem, além das orientações sobre como estruturar e apresentar um estudo de curta ou longa duração, os alertas sobre o que não se deve fazer em uma apresentação na FEIG. Por exemplo, as excessivas doses de personalismo, nas quais o expositor cita a sua profissão, seus recursos mediúnicos, ou qualquer outro tipo de informação pessoal, devem ser evitadas. Também deve haver um cuidado com o trabalho espiritual que se desenvolve durante a exposição, já que o humor excessivo agita o público e deteriora o ambiente de trabalho para os médiuns. 

Ciclo de Palestras

palestraO Departamento Doutrinário (DDO) organiza os Ciclos de Palestras destinados ao público em geral, que são sempre gratuitos e sem necessidade de inscrição.

Os temas de cada Ciclo de Palestra são definidos com bastante critério, buscando abordar os pontos mais relevantes de cada assunto.

O principal objetivo dos Ciclos de Palestras é oferecer aos participantes conteúdo evangélico-doutrinário propiciando oportunidade de conhecimento da Doutrina dos Espíritos, reflexão sobre seus ensinamentos e permitir sanar as dúvidas interagindo com os palestrantes.

A partir de 2011, Os Ciclos de Palestras foram ampliados e são divididos em 09(nove módulos a saber: Módulo I – Princípios Fundamentais, Módulo II – Evangelho, Módulo III – Passes, Módulo IV – Mediunidade, Módulo V – Temático do Evangelho, Módulo VI – Expositor Espírita, Módulo VII – Estudo do Sermão do Monte, Módulo VIII – Visão Geral do Espiritismo, Módulo IX– Episódios Finais de Jesus.

CEEM, ESDE, CP: qual a diferença?

Siglas são utilizadas para facilitar a comunicação. Por exemplo, referimo-nos à nossa casa espírita como FEIG, em vez de expressarmos o nome da instituição por extenso. Por essa mesma razão, adotamos CEEM, ESDE e CP para nos referirmos a algumas atividades que são realizadas em nossa casa espírita. O CEEM é de responsabilidade do Departamento Mediúnico, ao passo que o ESDE e o CP ficam sob a tutela do Departamento Doutrinário. O uso dessas siglas tem causado dúvidas em alguns frequentadores quanto ao que de fato representam, que ora vamos esclarecer.

ESDECEEM significa Ciclo de Estudos de Educação Mediúnica, criado em 2006 para suprir a necessidade imprescindível de formação dos médiuns, com o aprofundamento no estudo de temas evangélico-doutrinários para os médiuns em exercício, bem como para os candidatos a ingressar uma reunião de educação mediúnica. Desde então, já foram finalizadas treze turmas, sendo que oitenta porcento dos médiuns que atualmente freqüentam as reuniões mediúnicas na Casa de Glacus já participaram do CEEM.

Atualmente, o CEEM tem programação prevista para dezoito meses e segue o conteúdo programático da FEB. As reuniões são semanais e se realizam na sala 404, em duas turmas, nas terças e quartas, de 19h30 às 21h30. Para poder participar, o interessado deve ter indicação específica da Espiritualidade, normalmente pela RCE – Reunião de Consultas Espirituais, ou já estar participando como médium de uma reunião de educação ou de tratamento espiritual. Eventualmente, quando há vagas disponíveis, elas são disponibilizadas para tarefeiros dos demais departamentos.


ESDE
quer dizer Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita, atividade que utiliza o conceito de trabalho em grupo, com debates e exercícios sobre temas do Espiritismo, amparados pela atuação de um monitor em sala. O ESDE(1) segue programação já consagrada pela FEB, porém adaptada na FEIG para uma duração menor (um ano e meio). Tendo em vista as atuais limitações de infra-estrutura, o ESDE é um programa ainda indisponível ao público em geral, direcionado exclusivamente a certa categoria de tarefeiros da Casa, como expositores, evangelizadores e integrantes de reuniões mediúnicas. Os encontros são semanais e se realizam também na sala 404, nas segundas e quintas, de 19h30 às 21h30. O ESDE já encerrou sua primeira turma, estando a segunda atualmente em andamento, sendo que uma terceira iniciará em agosto próximo.

CP é a sigla para Ciclo de Palestras, sendo também usada CPN para os Ciclos de Palestras Noturnos. Um CP (2) é um conjunto de palestras que giram em torno de um assunto, como Passes, Evangelho, Mediunidade e Princípios do Espiritismo. Portanto, não se trata de um curso, termo que foi usado no passado, já que os expositores não adotam um mesmo material didático.

O grande diferencial com relação às palestras das reuniões públicas é que, no ambiente do CP, o frequentador pode interagir com o expositor, o que não é permitido no outro caso. Ademais, os Ciclos são divididos em módulos e muitos deles são pré-requisitos para a admissão em tarefas na FEIG. Em 2011, surgiram novidades com relação aos CPN. Foram abertas turmas nas noites de segundas, quartas e sextas, bem como criado um Ciclo novo, o do Sermão do Monte.

Se você tem interesse em saber mais a respeito de cada assunto, escreva para a FEIG pelo Fale Conosco ou procure a direção dos departamentos citados.

(1) Atualmente as turmas de ESDE na FEIG são restritas a tarefeiros da Casa, como expositores e evangelizadores da infância.

(2) Os Ciclos de Palestras se realizam atualmente nas versões diurna (nas tardes de sábados e domingos) e noturna (nas noites de segunda a sexta). São abertos ao público, gratuitos e sem necessidade de inscrição prévia. A seguir, apresentamos os cronogramas para as duas versões.

Clique aqui para conhecer a programação de 2017.

Clique aqui para conhecer a programação do mês atual.